Domingo, 22 de Julho de 2007

Vinhos em noites de fim de semana

 Visconde de Borba

Marcolino Sebo

Tinto Regional Alentejano

Colheita 2005

Trincadeira, Castelão, Aragonêz

Preço 3,89€ (Supermercado Plus)

 

Apresentação

Normal. Menções obrigatórias inscritas em vários tipos de letra, não favorece. Rolha, peça inteira de cortiça. Garrafa, Bordalesa castanha.

  

Prova

Aspecto- Violeta aberto, com toques de castanho. Limpo.

Nariz- Aromas de fermento. Após agitação ligeira, toques de frutos vermelhos maduros.

Boca- O seu forte. Corpo aceitável, acidez que lhe dá alguma longevidade no boca. Fácil de beber.

 

Relação Preço/Qualidade- Não é vinho para custar mais de 3 €.

 

Avaliação Final

Típico vinho de “Combate”, contudo, deveria ser mais barato. Escorrega bem, mas com fraco potencial aromático.

 

Nota Final

 À semelhança de anteriores vinhos do Alentejo não merece mais de 13 valores.

 

 

Visconde- Oitavo título nobiliárquico mais importante a seguir ao Imperador, Rei, Regente, Príncipe, Infante, Duque, Marquês, Conde, e Conde Barão. O primeiro visconde português foi D.Leonel de Lima no reinado de D.Afonso V (1448-1481).

 

 

Imagem:Flag Portugal (1707).svg

 

D. Afonso V o "Africano"  e a nossa bandeira à altura, fundo branco como o escudo e coroa.

 

sinto-me: bem
música: Miss Jackson
tags:
publicado por Planeta Roxo às 12:30

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 17 de Julho de 2007

Net nas Notícias

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Hoje fui ao Portal IOL e sou confrontado com a Ibéria de Saramago!!!

 

 

 

 

Bela ideia... digna de verdadeiros escritores confusos e perdidos no seu caminho. Mas o que impede Saramago de ser Espanhol? Rigorosamente nada! As fronteiras estão escancaradas, é só sair para não mais voltar. O único português obrigado a ficar foi Eusébio no tempo do estado novo!

 

Actualmente, não há nada que prenda ninguém a este país, por isso, todos os Portugueses descontentes podem ser Espanhóis. Boa Viagem!

 

Eu próprio também quero trabalhar fora, mas na esperança de um dia voltar e melhorar aquilo que é um dos meus maiores orgulhos, a minha terra. Sou Português de corpo e alma, e como qualquer apaixonado vivo com Portugal uma relação de amor-ódio constante.

 

 

 

O verdadeiro problema de Saramago não é a preocupação com a qualidade de vida dos Lusitanos, mas sim, o seu descontentamento com o grau de reconhecimento que tem neste país. Mas paciência, todos temos que viver com as nossas não vitórias (que é diferente de uma derrota).

 

 

Por outro lado, fico triste que o livro "Ensaio sobre a Cegueira"  tenha sido o rastilho do meu gosto pela leitura. Saramago não merece! Mas não sou como ele. Não renego as minhas origens, nem mesmos as literárias. Contudo evoluí, e já me é difícil ler as suas linhas, gosto de outros estilos, tentarei pelo menos aqueles que sinto que são de visita obrigatória pelo seu sucesso comercial, a saber, "Jangada de Pedra" e "Memorial do Convento".

 

 

Se calhar devemos todos relativizar Saramago, o homem está velho. Eu também, se tudo correr bem, vou ficar velho... e um pouco desiquilibrado, senil, e até quem sabe afectado pela cegueira do dinheiro.

 

Se tivesse poder duas coisas proporia;

 

1- Porque não convidar Espanha a ser uma região autónoma de Portugal?

2- Agora mais a sério...Mudar o nome da Escola Secundária de Mafra.   

 

P.S: Bela resposta a do Ministro dos Negócios Estrangeiros, Luís Amado! Chamou-lhe ficção literária de Saramago. Em linguagem diplomática aconselhou José a dedicar-se exclusivamente à escrita.

 

 Comentário publicado no "Portugal Diário" (IOL) sobre a notícia, Ibéria: Cenário de Ficção 

 

É vergonhoso...

Paulo Roxo
2007-07-17 21:35
Proponho desde já que se remova o nome da Escola Secundária de Mafra...
Quem quer ser Espanhol porque espera? É só rumar a leste, as fronteiras estão abertas...
O mal de Saramago é não ser reconhecido à escala que queria em Portugal. Mas todos nós temos que viver com os nossos insucessos, ele também.

 

 

sinto-me: Bem
música: Miss Jackson
publicado por Planeta Roxo às 23:08

link do post | comentar | favorito
Domingo, 15 de Julho de 2007

Penalty's

1-A Imagem; No seguimento de um desabafo em directo na TV, o Ministro da Agricultura dizendo a um pescador desiludido com a UE... "se não está contente tem que pedir para sair da União Europeia"... e depois vira costas.

 

 É caso para preguntar em que  repartição dos nossos maravilhosos serviços públicos podemos ir entregar o documento de renúncia!!! E já agora qual é esse documento! Por favor Sr. Jaime Silva, volte lá para o seu tacho em Bruxelas e deixe Portugal para os verdadeiros Portugueses, para aqueles que não o vendem em troca de empregos.

 

 

Ainda pela Agricultura e pela UE, temos à porta a nova OCM para o sector do vinho. Pelo que tenho lido, que é pouco (para os cidadãos normais a informação comunitária não é fácil de obter e a que há é superficial), o projecto final de reforma parece razoável.

 

Primeiro, proibe a utilização de açucar na elaboração de vinhos.

Segundo, da brutal proposta inicial de arranque de vinha, passamos para cerca de metade.

Terceiro, acabam todas as ajudas à produção.

Quarto, pervê-se a liberalização do sector para 2013 (o fim dos direitos).

 

 

Contudo, não é razão para ficar excessivamente contente. É necessário esperar para ver, "preto no branco",  o que vai ser modificado ao nível de práticas enológicas.  

 

Será que vamos continuar a ter artigos como o 51º do Regulamento Nº1493/99?

 

Vamos continuar com limites de enriquecimento pornográficos nas zonas vitícolas A e B da UE ( Alemanha, França, Austria), ao mesmo tempo que queremos arranque nos países do sul da Europa?

 

 Ao que Portugal diz respeito a linha de rumo deve ser:

-Rejeitar prémios ao arranque, logo, rejeitar a proposta de arranque em Portugal.

-Tomar a iniciativa e propor alterações mais restritivas às práticas culturais e enológicas que consequentemente influenciam a classificação dos vinhos (baixar rendimentos por hectare, aumentar TAVN mínimo das uvas para vinho, loteamentos mais restritos, marginalizar o enriquecimento).

-Em alternativa, aceitar o arranque em contrapartida da liberalização imediata do sector, desde que evidentemente sinalizados aqueles que aceitassem o premio ao arranque.

-Por último, defender e redirecionar  apoios -com a devida regulamentação- à produção de vinhos DOC e de produtos de alta qualidade.

  

 Mas verdade seja dita, para um liberal com eu, é com satisfação que vejo esta nova OCM do vinho, mais clara, reduzida, e que tenta "desproteger"  um sector que por estar actualmente na situação oposta, premia quem faz mal, quem não inova, quem não tem capacidade de trabalho.

 

2- A figura do PPD/PSD;  O que se passa com os homens e mulheres de direita deste país? Porque razão são ingolidos pela comunicação social?

 

Levado pelo ruído dos "sound bytes"  de uma imprensa comandada pelo BE e PS, em vez de lutar contra julgamentos na praça pública e preocupar-se em governar melhor Lisboa,  Marques Mendes procurou vitimas fáceis tirando em consequência o tapete a Carmona.

 

Na política há passos em falso que são mortais. Estava-se a ver o resultado deste. Quando se escolhe o caminho mais fácil é assim... Uma derrota merecida para quem não soube dizer logo que Carmona deveria continuar até ao fim do mandato, ou até ser considerado culpado nos casos judiciais sobre a sua pessoa. A ironia do destino? o povo não penalizou Carmona!!! Castigou quem usa, abusa, e depois quando não dá jeito deita fora como se fosse lixo.

 

Lição: Não escolher arguidos para candidatos a eleições é uma coisa, outra é promover a demissão de  executivos porque há constituição de arguidos no seu seio. O primeiro princípio é óptimo, o segundo deve ser uma decisão dos visados e não das organizações que os apoiam... afinal as listas têm 17 vareadores pelo menos em Lisboa. 

 

3-O Facto; De rir e chorar por mais... a prioridade da ASAE para este verão anunciada nas rádios na semana que passou, é hilariante. E ela é...Guerra aos vendedores de bolas de Berlim nas praias!!!

Concordo que os mesmos precisam de entrar definitivamente  nas boas práticas de conservação e comercialização de produtos percecíveis, mas daí até tal exigência ser uma prioridade digna de anúncio na Antena 1, é gozar com quem paga impostos. E mais, demonstra a incapacidade da ASAE fazer inspecção/fiscalização a sério, a impreparação é tanta que é imperioso arranjar alvos fáceis e objectivos pouco ambiciosos. Gostava de ver a ASAE também noutros voos, e não na propaganda de baixa qualidade. 

 

 

sinto-me: bem
música: Miss Jackson
publicado por Planeta Roxo às 20:31

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 10 de Julho de 2007

Vinhos em noites de fim de semana

 Monte da Cal

Tinto Regional Alentejano

Colheita 2004

Aragonês, Alfrocheiro, Alicante Bouschet

Preço 3,98€ (Jumbo)

 

Apresentação

Elegante e Correcta. Rotulagem conseguida, embora a indicação regional no rótulo esteja num cinzento quase imperceptível. Rolha, é um granulado que necessitou tensão excessiva para ser extraído. Garrafa bordalesa castanha.

 

Prova

Aspecto- Limpo, Rubi denso.

Nariz- Vínico forte, algo incompleto. Frutos maduros detectáveis, mas não sem esforço.  

Boca- Sente-se, mas perde a sua presença rapidamente.

 

Relação Preço/Qualidade- Justa , mas podia ser mais barato.

 

Avaliação Final

Com um aspecto excelente, contudo recolocado nuns degraus abaixo com o decorrer da prova. Na minha opinião, um típico Alentejano de anos com muito calor e maturações bruscas.  

 

Nota Final

 

13 Valores

 

 

Fronteira- Vila Portuguesa do Distrito de Portalegre, contudo sem fronteira com Espanha. É no seu conselho que se situa a Herdade da Cal. Em Fronteira vivem 3422 habitantes (dados 2004), a população diminuiu 9,2% desde 2001 até 2004. É uma de muitas vilas que o vinho ajuda a fazer parte do mapa de Portugal.

sinto-me: bem
música: rooster
tags:
publicado por Planeta Roxo às 22:47

link do post | comentar | favorito
psroxo@sapo.pt
Site Meter

pesquisar

 

posts recentes

Reflexões de observador a...

Notas Direitas- Projecçõe...

Agora só quando vale...e...

O Nº226034 está-lhe grato...

É muito melhor que as 'pa...

Só para avisar que se me ...

Onde está a equidade cons...

Precisamos de oportunidad...

O meu olhar sobre polícia...

Flash Liberal- Passos Coe...

Maio 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31

tags

todas as tags

arquivos

Maio 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

mais sobre mim

blogs SAPO