Segunda-feira, 28 de Abril de 2008

Fragmentos inúteis

Factos, imagens, frases. Nos dias de hoje, fazem-me pensar que vivo os dias estranhos de uma "civilização global" procurando a entidade em folhas de um livro em branco. 

 

 

Olhamos para o livro e pensamos que não há outra saída,  possivelmente teremos que o escrever todo, desde a primeira à última linha. Mas até nisso temos dificuldades, escrevemos em que formato? Em que língua?

 

Um mundo a mudar? Uns pensam que acabou o contemporâneo. Eu também. Já não existe. Começou a idade digital, naquela onde os grandes vitoriosos são os amorfos que entregam a criação e produção a entes mecanizados, orgânicos ou não, despidos de afecto, ausentes de classe e uniformizadores que, agora até vendem a heterogenidade uniformizada.  

 

O livro da nova idade ainda está por completar. Quererá o nossa espécie fechá-lo com ideias superiores? Quererão fazer das próximas décadas uma mesa de frontalidade e pragmatismo na análise das fraquezas e fortalezas do homem como centro da sua auto-destruição?

 

Uma espécie inteligente deveria caminhar para uma solução de subsistência coerente, verdadeira, olhos nos olhos, olho por olho,  e  admitir combater as suas deficiências com determinação, contudo, sem nunca as substimar.

 

 

sinto-me: bem
música: Numb
tags:
publicado por Planeta Roxo às 23:31

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 25 de Abril de 2008

Equívocos II

 

 

A medida de Portugal é pequena...quase a desaparecer. Em certa medida porque a comunicação social tem uma medida pequena e despreocupada do futuro do país, logo contribui para o desaparecimento.

Razão tem Ângelo Correia. Existe uma comunicação social desinteressada do país, emocionada com o pouco relevante e excitada com tramas de romance de enredo Mexicano.

Exemplos?! Então vamos a estes;

1-“…. O tribunal do Comércio de Lisboa está em completa rotura…se fosse investidor estrangeiro nunca investiria em Portugal” (Maria José Costeira, Juíza-Presidente do referido tribunal).

Tempo dado a este acontecimento/declaração; poucas horas no dia das declarações e no seguinte.

Já no código de trabalho e nas negociações/manifestações visando a sua reestruturação, a comunicação social gasta horas, debates, frente a frentes, etc.

Porque será que não percebe que o apelo desesperado da referida juíza é tão ou mais importante que a elaboração de novo código?

Simples, o jornalista Português normal não percebe que só é importante plasmar novas leis, se as existentes e futuras tenham condições para serem respeitadas a bem e nos casos necessários, a mal.

2- No novo tratado de Lisboa, algures está escrito que o Conselho Europeu poderá decidir pela dupla maioria, i.e., decisões são impostas se pelo menos 55% dos países, com pelo menos 65% da população, assim as quiserem.

Onde está o debate? O contraditório! A discussão pública?

Não está. O jornalista Português quer ser europeísta por julgar que isso lhe confere o dístico de primeiro “mundismo”. Quase que diria que na TV e Jornais se gastou mais espaço e tempo na cobertura da assinatura do tratado nos Jerónimos que a discuti-lo propriamente.

3- Ao discutir a problemática da educação em Portugal, a comunicação social prende-se ao vídeo e rejeita a discussão ideológica da questão!

Não sei bem porquê! Ou melhor, sei, a comunicação social em Portugal é na sua larga maioria de esquerda. Assim, não interessa discutir como os pedagogos comunistas e socialistas subverteram o que devem ser os valores presentes na educação (para todos, professores incluídos).

À laia de recompensa, televisões como a SIC, permeiam Sociólogas como Joana Amaral Dias que disse “…como diz o gato fedorento no meu tempo não era assim, era bem pior…” (falando sobre o caso do telemóvel na escola do Porto como sintoma da violência nas escolas, no programa Prós e Contras da RTP1). E a SIC não premeia de qualquer a maneira, lá vai ela semana sim semana não, debitar disparates em nome do seu intelectualismo pseudo-esclarecido, pseudo-superior e pseudo-educador. Ora aqui está a burrice suprema… a senhora nem sequer percebeu que no meu, no dela, e no tempo do Ricardo Araújo Pereira não se levava pressões de ar para a escola primária como hoje acontece por exemplo no Montijo.

Conclusão disto? O jornalista Português ainda não entende que são mentes brilhantes como a desta Socióloga que tem pensado a nossa educação desde o 25 de Abril (provavelmente depois de noites de ócio no Bairro Alto).

 

sinto-me: bem
música: muda de vida
publicado por Planeta Roxo às 00:51

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 18 de Abril de 2008

Equívocos

Em Abril de 2008 várias problemáticas estão na ordem do dia! Serão as certas? Ou serão o reflexo da mediocridade do nosso burgo?

 

1-Discutir a suposta crise/sucessão do PPD/PSD  como principal tema da nação! Por alma de quem? É este partido que está a governar? É o PPD/PSD o responsável pela crise que nos está a bater à porta?

 

 

Pergunta para quem souber responder;

 

Em quem vai votar um cidadão sério, trabalhador, liberal, não religioso e de direita?

 

 

2- Fazer como tema de café de toda a gente a desgraçada época do meu clube?

 

Mas não tem mais nada para branquear a perfeita miséria e nojeira que é a indústria futebol em Portugal!

 

De repente o problema do futebol são as constatações furiosas sobre arbitragens, mais que justificadas, por parte de Luís Filipe Viera e Chalana?                                                                                                                              

Para os pindericos do Sporting ganhar uma taça de Portugal chega! Nem que para isso recorram a tudo...até a arbitragens que resvalam para o "caseirismo" repugnante de outros tempos.

 

Para os sub-desenvolvidos dos Portistas interessa ganhar tudo a todo o custo....isso incluí corrupção.

 

Quanto aos Benfiquistas eles são o Sol deste país...não percebo bem como!

 

Adeptos de valores simples que apenas gosta de ganhar mas se perderem bem e segundo as regras de jogo não levantam ondas...deviam passar mais despercebidos! Único defeito, digo eu, será a fantástica/imbecil capacidade de auto-destruição que transborda quando a vontade de ganhar supera a racionalidade e objectividade na análise da realidade.

 

 

 

 

Declaração de interesses: Sou de "direita" e do Benfica.

 

Dicas para os restantes Portugueses;

 

1- Que tal discutir/ler/estudar a política económica/financeira do actual governo?

 

2- Que tal discutir as regras/leis/regulamentos do desporto nacional, estando à cabeça o futebol. Já agora que tal discutir o trabalho realizado por Hermínio Loureiro, Laurentino Dias e Gilberto Madaíl. Para quando um tribunal do desporto em Portugal?

 

 

sinto-me: bem
música: A Portuguesa
publicado por Planeta Roxo às 23:07

link do post | comentar | favorito
psroxo@sapo.pt
Site Meter

pesquisar

 

posts recentes

Reflexões de observador a...

Notas Direitas- Projecçõe...

Agora só quando vale...e...

O Nº226034 está-lhe grato...

É muito melhor que as 'pa...

Só para avisar que se me ...

Onde está a equidade cons...

Precisamos de oportunidad...

O meu olhar sobre polícia...

Flash Liberal- Passos Coe...

Maio 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31

tags

todas as tags

arquivos

Maio 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

mais sobre mim

blogs SAPO