Quarta-feira, 30 de Setembro de 2009

Notas Direitas- Saúde

Sistema Nacional de Saúde mal classificado por organização europeia de consumidores 

29.09.2009 - 10h11 Alexandra Campos

Portugal tem um dos piores sistemas de saúde da Europa, concluiu a Health Consumer Powerhouse (HCP), uma organização sueca que desde 2005 constrói um índice a partir da avaliação da informação fornecida aos doentes, das taxas de mortalidade e de uma série de outros indicadores. A organização diz que o seu objectivo é "tentar medir e avaliar o desempenho dos sistemas de saúde do ponto de vista do consumidor".
No relatório de 2009 - que inclui a avaliação de 33 países e ontem foi divulgado em Bruxelas -, Portugal surge no fim da tabela, no 25.º lugar, à frente apenas de países como a Polónia, Malta, Eslováquia, Lituânia, Albânia, Roménia e Bulgária. Mas a má classificação nacional neste ranking - que tem desencadeado controvérsia desde que foi criado - não é propriamente novidade. Depois de em 2006 ter surgido em 16.º lugar, no ano seguinte Portugal baixou para a 19.ª posição e em 2008 caiu para a 26.ª.
Este ano até houve uma ligeira melhoria, mas nem isso terá sido suficiente para convencer os autores do estudo, que se mostram muito críticos relativamente ao desempenho do sistema português. Com 574 pontos em mil possíveis, Portugal tem "um desempenho absolutamente insuficiente", consideram, numa nota ontem enviada à imprensa.
"Desde que começámos as nossas comparações há cinco anos, Portugal tem-se mantido em estagnação em relação a outros sistemas de cuidados de saúde que têm melhorado", defende Arne Björnberg, responsável pelo índice.
"É um país que necessita de uma profunda reforma dos cuidados de saúde. Portugal tem o desempenho mais ineficaz da Europa Ocidental. Esta situação difícil poderá até piorar com a crise financeira", avisa.

http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1402861

 

1ªNota: Evidentemente, o Ministério da Saúde não comenta!

2ªNota: Evidentemente, se pudessem, os assessores do governo diriam que este Ranking foi feito num âmbito conspirativo pela casa civil do Presidente da República Cavaco Silva!

3ªNota: Sócrates certamente não comenta. Não ficaria bem dizer a Suecos do 1º mundo que eles são "bota-abaixismo". 

4ªNota: Más nóticias deste tipo passam razoavelmente bem pelas gotas da chuva da nossa implacável Comunicação Social, implacável só com a direita claro!

5ªNota: Este Ranking é o diploma de incapacidade da Correia de Campos, o pai das reformas inacabas na saúde começadas em 2005. Quanto a Ana Jorge, médica de profissão, prova que só foi requisitada para acalmar hostes e parar tudo o que poderia por em causa a sua classe. Convenhamos que incomodar médicos não é tão fácil como professores do ensino básico e secundário.

6ªNota: Enquanto não se meter na ordem os médicos, sem fúrias mas com inteligência, e se pensar que reformar é sempre racionar serviços ao utente sem nada mexer nas corporações, vamos sempre piorar.

 

sinto-me: Day & Age
música: bem
publicado por Planeta Roxo às 22:45

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 28 de Setembro de 2009

Penalty's

A frase: O espírito dos incompetentes confunde moralidade -desejo de praticar o bem- com popularidade - o desejo duvidoso de fazer o que os outros querem-(Salman Rushdie).

 

Sócrates embrulhou um reduzido presente de moralidade num arranjo volumoso de Marketing. O povo português, comunicação social incluída, não viu embutido em Manuela Ferreira Leite o conceito de popularidade acima definido, i.e., sabiam que, por ela pouco prometer, iria fazer o bem geral sem forçosamente ser aquilo que dela esperavam.

 

Assim, o amoral cidadão nacional escolheu um popular, mas incompetente, para nos governar. Manuela Ferreira Leite com todas as suas insuficiências e argoladas é 10 vezes melhor que Sócrates. Não foi essa a opinião dos meus compatriotas, aceito discordando, tentando até ao limiar das minhas limitações respeitar e fingir que isto é somente uma questão de qualidade do líder.

 

Os números: Da "miragem" do biodiesel em Portugal! (notícia no caderno de economia do Expresso do último Sábado)

 

Em 2006, Sócrates, na sua versão preferida, "Power Point"  planificador esquerdista, leva ao engano os empresários! Porquê? Simples! Proclama como "objectivo nacional" a incorporação de 10% de biodiesel no diesel normal -para tal até prometeu isenções fiscais para os  produtores-, querendo mesmo consegui-lo em 2010 quando directiva comunitária apenas o "exigia" para 2020. Ai pá... Os parvos de Bruxelas são tão pessimistas!!!

 

Curioso é Sócrates ter ambicionado uma meta ilegal! Actualmente, e em 2006 também, a norma Europeia (EN590) só permitiria a incorporação de 7% de Biodiesel em Diesel normal. Malandros da União Europeia não mudam as Normas a tempo, devem ser amigos do Cavaco!

 

Agora o mais sublime é que estamos em Setembro de 2009 e a taxa nacional de incorporação acima referida é de 4%, a 1,75% da meta imposta pela UE para 2010 (5,75%), logo, longe dos 10% da quimera socialista.

 

Depois pelo meio, entre 2006 e 2010, estão os costumeiros atrasos  do estado que não criou as condições prometidas pelo seu aldrabão-mor. A coisa deu tanto para o torto que a Iberol processou-nos judicialmente.

 

Enfim, se mais provas fossem necessárias... PS é a "mierda da ibéria".

 

A imagem:

 

 

Estará Portugal no seu pôr-do-sol em prol da Ibéria Socialista? 

 

Socialistas traidores! Por mim eram todos eliminados ou expulsos para Badajoz!

 

sinto-me: cool
música: Civil War
publicado por Planeta Roxo às 22:32

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 25 de Setembro de 2009

Penalty's-Projectos para os próximos 4 anos

À beira do fim desta medíocre campanha eleitoral, por culpa de partidos e da nojenta comunicação social que temos, deixo aqui as minhas últimas propostas mais práticas e directas para executar até 2013.

 

1-Dar possibilidade de aos 16 anos poder tirar-se a carta de condução de ligeiros (em vez dos actuais 18). Com uma condição, dos 16 aos 18 anos a taxa de alcoolemia máxima ser 0,25 g/l.

2-Castração química para pedófilos reincidentes condenados em tribunal (proposta aproximada do MME). Proibir reduções de pena que traduzam, no total, uma subtracção de 25% da sentença inicial do criminoso. 

3- Legalizar e enquadrar a Eutanásia, ou pelo menos divulgar e implementar uma legislação clara e útil sobre Testamento Vital (proposta igual ao BE).

4- Aumentar o ordenado mínimo nacional para 700 € até 2013!

5- Congelamento salarial, pelo menos durante dois anos, para funcionários públicos ou equiparados, com remunerações superiores a 2500€. Congelamento salarial, pelo menos durante um ano, para os restantes (sem prejuízo da proposta 4). 

6- Privatização do segundo canal da RTP. Proibir publicidade na RTP1. Dispensar, ou se possível despedir, metade dos funcionários da RTP/RDP. Nada justifica este elefante branco.

7- Criar taxa "de luxo energético" para meios particulares de transporte com motores de combustão tradicionais de alto consumo (carros, barcos, motas, aviões particulares). Devido no momento da compra -mesmo em segunda mão-, Relacionando taxa com médias de consumo, potência de motores e lugares.

 

Não pretendo fazer ensaios sobre razões, méritos ou deméritos das propostas anteriores, pese embora esteja preparado. Contudo, na minha óptica são sobretudo justas tendo em conta o mundo civilizacional actual e a nossa sistuação particular como país. 

     

sinto-me: bem
música: Welcome to the Jungle
publicado por Planeta Roxo às 22:05

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 23 de Setembro de 2009

Statement: Culture is also tolerence

Jerusalem

[Chorus]
Jerusalem, if I forget you,
fire not gonna come from me tongue.
Jerusalem, if I forget you,
let my right hand forget what it's supposed to do.

In the ancient days, we will return with no delay
Picking up the bounty and the spoils on our way
We've been traveling from state to state
And them don't understand what they say
3,000 years with no place to be
And they want me to give up my milk and honey
Don't you see, it's not about the land or the sea
Not the country but the welling of his majesty

 

[chorus]


Rebuild the temple and the crown of glory
Years gone by, about sixty
Burn in the oven in this century
And the gas tried to choke, but it couldn't choke me
I will not lie down, I will not fall asleep
They come overseas, yes they're trying to be free
Erase the demons out of our memory
Change your name and your identity
Afraid of the truth and our dark history
Why is everybody always chasing we
Cut off the roots of your family tree
Don't you know that's not the way to be


[chorus]


Caught up in these ways, and the worlds gone craze
Don't you know it's just a phase
Case of the Simon says
If I forget the truth then my words won't penetrate
Babylon burning in the place, can't see through the haze
Chop down all of them dirty ways,
That's the price that you pay for selling lies to the youth
No way, not ok, oh no way, not ok, hey
Aint no one gonna break my stride
Aint no one gonna pull me down
Oh no, I got to keep on moving
Stay alive

[chorus]

 

MATISYAHU, "Youth" (2006)

 

sinto-me: bem
música: Youth
publicado por Planeta Roxo às 00:50

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 22 de Setembro de 2009

Notas Direitas

1ªNota: Luís Amado, actual Ministro dos Negócios Estrangeiros da República Portuguesa, disse, num comício do PS em Leiria, o seguinte; "...Portugal só pode ser um país plenamente inserido na Europa quando Espanha o for, a Ibéria o for, a Península Ibérica for um espaço de integração económica e política" (in jornal Público).

 

A pergunta impõe-se! O que é a Ibéria? A explicação exige-se! O que é a integração económica e política na Península Ibérica? 

 

Numa potencial guerra civil, para a qual serei empurrado exclusivamente por ideias deste tipo ou de socialismo soviético, já saberei quem fará parte da minha "short-list" de inimigos. Posso mesmo dizer que Luís Amado espetou-me uma "facada nas costas".

 

Até à bem pouco tempo tinha-o em boa conta, julgava-o como bom político, digno de representar Portugal politicamente. Lembro-me inclusivê da sua "resposta" via comunicação social (aplaudida por mim neste blog), a José Saramago, quando o escritor teve tirandas defendendo a união política e adminstrativa de Portugal e Espanha. Pelos vistos, à altura, as palavras de Luís Amado eram falsas e vazias. Hoje, perante a disputa de poder interno, logo, do actual e seu, não hesita em "vender" o país onde nasceu e defender a aniquilação de uma nação que existe desde 1143. 

 

2ªNota: O Governo da República Portuguesa apoia para Secretário-Geral da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura) um egípcio anti-semita. Este "contender" afirmou recentemente que queimaria pessoalmente todos os livros israelitas que encontrasse na Biblioteca da Alexandria! Nada mau para um orgão que defende a Educação e Cultura!

 

As perguntas impõem-se! Será que Luís Amado assume que esta região da Ibéria (para ele), Portugal para mim, deve passar por cima de afirmações destas? É o anti-semitismo uma opção aceite como normal para Luís Amado? Será que Luís Amado percebeu que lugar estava em questão? Em nome de que "realpolitik" se toma uma decisão destas?

 

3ªNota: O PPD/PSD vai perder as eleições legislativas! Para tal concorrem três razões principais. Primeira: A comunicação social portuguesa é controlada a 90% por partidos de esquerda. Segundo: Numa argolada comunicacional pouco habitual em Cavaco Silva e seu "staff" -caso das escutas-, o PPD/PSD encontrou a "casca da banana" de desvio quase impossível. Terceiro: Manuela Ferreira Leite falhou na elaboração das listas para deputados e nos momentos mediáticos que teve à sua disposição, para passar com eficácia, a boa mensagem que tinha. 

 

sinto-me: bem
música: A Portuguesa
publicado por Planeta Roxo às 22:11

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 16 de Setembro de 2009

Notas Direitas

1ªNota: Recentemente, fui a dois hipermercados da zona de Alfragide e reparei que, 1 garrafa de água de 1,5 L marca branca, custa em ambos, 12 cêntimos. Primeira constatação; Quem fornece a água  está a vendê-la a 8 cêntimos por litro (já rotulada e engarrafada  -sem descontar o IVA-)! Segunda constatação: A água é quase dada! Não sendo devidamente valorizada pelo sector da "extracção" como bem essencial e escasso. Terceira constatação: Bom exercício seria para ASAE e Autoridade da Concorrência, aferir, se neste caso, existe ou não, abuso de posição dominante e/ou "dumping" na venda final. Mesmo que fosse tempo perdido...era bem perdido!

2ªNota: A anedota da semana!

 

A candidata do PS à autarquia de Setúbal, apresenta-se para um  "contrato" de 4 anos com a população, propondo um projecto a 8 anos, assente em 7 obras âncora! Credo! Com tantos números a orgânica ignorância da cidade fica confusa! Contudo, aqueles que gostam de pensar tem aqui matéria para criticar, rir e chorar!

A) Está pegando moda nos partidos políticos apresentarem-se a eleições, com cronograma de "promessas" a 8/12 anos! Para mim é enganador e condicionador do voto. Devia ser mesmo proibido! Merece critica do ponto de vista ético!

B) Seguindo o PS nacional (política de maquete e powerpoint), e, numa cidade que mal consegue remodelar o histórico teatro Luísa Todi, a senhora em questão diz que vai levantar tijolo até ao céu! -pensando ela que a falta de infra-estruturas é dos problemas prioritários de Setúbal-. Até garante financiamentos para tudo! Não diz é de onde vêm. Dá vontade de rir!

C) Mas, do pseudo-projecto global, salta à vista a promessa de construir um terminal de cruzeiros! Ó minha senhora!? E vai "roubar" esse mercado a quem? A Lisboa? Vai criá-lo do zero com 2 paragens por cruzeiro numa mesma região de 50 Km's? Parece-lhe realista? E já agora!? Partindo do falso princípio de ter na cidade conteúdo "para pessoas do turismo premium", quanto tempo se demoraria a visitá-lo? Quatro, cinco, sete horas? A ideia dá vontade de chorar de tão despropositada que é!

  

sinto-me: Crazy
música: bem
publicado por Planeta Roxo às 23:23

link do post | comentar | favorito
Sábado, 12 de Setembro de 2009

Penalty's

A frase: "...Em todas as guerras o campo de batalha sofre um desgaste maior do que os exércitos em presença..." (Salman Rushdie in Filhos da Meia-Noite).

 

A passagem do mestre romancista aplica-se em cheio ao ensino obrigatório em Portugal e à luta político-sindical que o envolve!

 

Sócrates, de 2005 a 2009, à excepção da imposição de uma avaliação séria à classe dos professores, pouco mais de digno tem para apresentação! Descambou até, para o escandalosamente mau, no modelo da avaliação dos professores e na exigência avaliativa dos alunos nos momentos fulcrais para transição de ano. De um caso para o outro, foi do "super-exigente" para o "super-permissivo". Irónico, mas em si reveladora de uma estratégia resultadista de "chico esperto"!

 

O PPD/PSD, sabendo da mediocridade dos últimos 4 anos de governação nesta área, faz uma abordagem política oportuna mas lesiva do interesse nacional. No seu programa eleitoral, as emendas para esta área são formatadas e explicitadas de uma forma que belisca o único dado verdadeiramente bom que vem do legado de Sócrates. O PPD/PSD não deveria ter anunciado a suspensão do modelo vigente de avaliação dos professores, mas sim, logo que possível, a sua substituição por outro mais "prático".

 

Quanto ao CDS/PP, com a ânsia de ganhar votos numa das classes profissionais mais lastimáveis, deu-lhe voz e abertura excessiva (até marcou presença oficial em manifestações sindicais), pondo mais uma vez, a única vitória de Sócrates com interesse nacional em cheque.

 

Do PCP e BE nem vale a pena falar, provavelmente, para eles que controlam os sindicatos, os alunos deveriam ser aprovados administrativamente para que a vidinha dos professores fosse conversa nas salas de convívio com colegas, e a profissão reduzida a um ordenado garantido sem fazer a ponta de um chavo, evitando assim os espinhos da profissão (todas os têm). E note-se, ninguém vai para professor obrigado!

 

Perante isto, o que se degrada é o campo de batalha, i.e., a qualidade do ensino na sua componente pedagógica, arrisca perder o pouco que ganhou em 4 anos! Acabo com uma frase de Paulo Portas para as famílias deste país "Uma educação fácil e displicente não prepara para uma vida difícil e implacável". A imposição de um modelo de avaliação sério aos professores é um desígnio nacional! Um pacto político alargado de consenso nesta questão, é uma obrigação. Mesmo que de fora fiquem os chulos do costume (Sindicatos dos Professores e partidos que os apoiam)!

 

Os números; Os das sondagens para as legislativas de Setembro próximo! 

 

BE e PCP, juntos, "beijam" os 20% das intenções de voto. Se lhe juntarmos as intenções de voto no PS, ultrapassamos os 52%. Como é possível? É Uma vergonha para um país civilizado! Mais não digo, porque embora o faça muitas vezes, não tenho prazer em classificar como ignorante  o povo português. Entre o fascismo do secúlo XXI do PS e o Socialismo/Comunismo "Venezuelano" proposto por PCP e BE, dividem-se mais de 52% dos votantes deste rectângulo à beira-mar plantado!

 

Não querem votar na direita? Não há problema! Porra... votem noutros com ideias e postura mais condizente com o nosso estádio de evolução. Exemplos? MEP, MMS, MPT e outras pequenas forças moderadas e defensoras do modo de vida ocidental democratizado, respeitador da existência de entidades privadas (empresas ou indíviduos).     

 

Imagens; 

 

As ovelhas negras primeiro marcadas...depois enjauladas

Numa lagoa despida, lá em baixo, pastarão controladas 

 

As ovelhas negras estão presas e recolhidas. Boa nova! Não há perigo no horizonte! Do tenebroso passado do pastor não se vai bradar. Faltando as vozes amordaçadas, intencionalmente consideradas indigentes, ficamos com paisagens sem estória e rasto. As ovelhas negras foram crescer a sua inútil lã para lagoas desertas! 

 

Pequeno texto metafórico dedicado à censura levada a cabo na TVI. Confesso que nunca gostei da "Espanha de Madrid" que sempre tentou conquistar, sem sucesso, Portugal. Agora ainda os detesto mais! Negócios com Espanha sempre, sermos mandados pelos nossos inimigos nunca! Este favor vai ser cobrado com juros elevados aos Socialistas que não gostam de vender Portugal! Há outros, Socialistas também, mas não só, que até o davam por mais um cheque e uma pequena maquia de poder lá na freguesia.

     

sinto-me: bem
música: The Killers
publicado por Planeta Roxo às 01:05

link do post | comentar | favorito
psroxo@sapo.pt
Site Meter

pesquisar

 

posts recentes

Reflexões de observador a...

Notas Direitas- Projecçõe...

Agora só quando vale...e...

O Nº226034 está-lhe grato...

É muito melhor que as 'pa...

Só para avisar que se me ...

Onde está a equidade cons...

Precisamos de oportunidad...

O meu olhar sobre polícia...

Flash Liberal- Passos Coe...

Maio 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31

tags

todas as tags

arquivos

Maio 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

mais sobre mim

blogs SAPO