Terça-feira, 28 de Junho de 2011

Notas Direitas 'de monitorização'

1ªNota: O Governo tem 11 Ministros e 35 Secretários de Estado! A promessa do PPS/PSD foi ter 10 ministros e diminuir em 30% as Secretarias de Estado. Para já em relação ao governo anterior o tamanho diminuí 14,8%. Desconhece-se quantos Secretários de Estado vão ter Secretaria, mas parece que aproximar-nos das 26 pretendidas vai ser difícil...o que é uma violação larga do prometido e merece explicação já. Mas veremos nos próximos dias.

 

2ªNota: Com números concretos uma das vertentes que interessa quantificar ao dia é quanto se consegue poupar! Aqui vai o primeiro balanço, com estimativas prudentes e muito por baixo, contando apenas com decisões políticas nos casos das não nomeações tanto nos Governos Civis como no Governo (encurtá-lo)!    

 

sinto-me: bem
música: Donwfall
publicado por Planeta Roxo às 23:46

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 24 de Junho de 2011

Vinhos em Noites de Fim-de-Semana

Com novo formato mais fácil de escrever, e também de ler, retomo uma das minhas paixões. Relacionar vinhos com sensações e emoções, logo com a minha vida, com todas as deturpações de paixão e relação inerentes!

 

EA COLHEITA SELECCIONADA 2009

 VINHO TINTO REGIONAL ALENTEJANO

 

Condições de Prova- 20-25ºC e logo após aberto (5 minutos).

 

Aspecto Visual- Rubi, brilhante e com intensidade média;

 

Olfacto/Nariz- Elegante e perfumado. Numa linguagem matemática um triângulo de fruta madura dissecada, madeira q.b. e toques vegetais numa base alcoólica alta.

 

Boca- Equilíbrio de todas vertentes com o alcool a elevar-se no volume de boca. Ligeiramente doce com média persistência e corpo interessante.

 

Nota: Resumo de todas as notas de prova de 23/03/2011 a 24/06/2011.

 

A minha avaliação? 16 para cima! Deverá custar na loja de Enoturismo da Fundação Eugénio de Almeida qualquer coisa como 6€. Este vinho faz-me lembrar o esforço e honestidade profissional! O desafio nacional? Tornar este vinho mais barato 1€.

 

sinto-me: bem
música: Read my Mind (The Killers)
tags:
publicado por Planeta Roxo às 23:24

link do post | comentar | favorito

Notas Direitas

1ªNota: Para espanto dos 'grandes' intelectuais europeus, o impensável para alguns está a acontecer perigosamente na Grécia. O caldo social está a ferver, os culpados pelos gregos foram encontrados, políticos (todos) e bancos que a eles e à nação emprestaram. Os grandes beneficiários? O partido da função pública! Os revoltosos emergentes, os privados, vendo-se nas lonas iniciam um novo movimento de não pagamento de impostos, taxas e serviços públicos. E agora? Bem...não sei, com os gregos posso eu bem (ou menos mal)! Mas se isto der para o torto a sério sempre se pode fazer esta pergunta aos auto-intitulados defensores do estado social. Como se defende o estado social sem estruturas, sem receitas e sem estado?

 

2ªNota: O que é maioria social de António Costa, Carvalho da Silva ou João Proença? É bloquear Portugal graças à acção de forças minoritárias que se aproveitam de posições estratégicas -alcançadas por vias revolucionárias- sustentadas até à eternidade por leis obsoletas e antidemocráticas? É isto? É isto que defendem como valor superior à expressão do voto em eleições legislativas? De facto extraordinário. Não é a melhor maneira de aprofundar a democracia...pelo menos é a minha opinião.

 

3ªNota: Quase toda a gente, excepto os titulares dos poleiros, aceita que os Governos Civis são inúteis ou facilmente substituíveis com poupança de custos. Então como se pode entender o choradinho dos visados? Fácil! A táctica do usual de quem está bem instalado e vai ter que fazer por encontrar outro local. Agora o que não se entende de todo é alguma comunicação social dar voz clemente aos argumentos dos governadores. Os 'Governos' Civis dão lucro? Óptimo, não invalida que são inúteis. Ao acabar com eles a poupança não é significativa? Além de ser um argumento realmente idiota num país à beira da falência, a inutilidade mantêm-se e sempre são 20 ou 30 milhões por ano para outra coisa. Para além do mais não se perceberia que uma das imposições da Troika não tivesse como pedra de mote os representantes do governo nas regiões. AH! Atenção...ainda há quem defenda a sua importância devido a necessária coordenação política de forças de segurança e de combate a catástrofes. É pena é que não explicaram nem sequer foram convincentes do que se quer dizer com 'coordenação política'.

     

sinto-me: bem
música: Everlong
publicado por Planeta Roxo às 20:06

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 20 de Junho de 2011

Flash Liberal- O novo governo no tiro de partida

 

As mais-valias inesperadas- Para já, no papel, são Nuno Crato na Educação, Ensino Superior e Ciência e Paulo Macedo na Saúde. O primeiro claramente para repor a decência, como ele, acho que a escola além de divulgar deve validar com critério os conhecimentos adquiridos. Por outro lado, sendo um professor de distinção mais hipóteses de sucesso terá na imposição de novo e definitivo modelo de avaliação de professores. Já Paulo Mecedo representa uma mensagem também cristalina e direccionada. É para acabar com o regabofe, desperdício e o fingir de reformas na saúde. À atenção do novo detentor do ministério trago as palavras do Presidente do Colégio de Ontologia da Ordem dos Médicos; "... o desperdício representa 25% do orçamento da saúde..." (Correio da Manhã de 18/06/2011).

 

Os craques "contratados" que têm todos os holofotes em cima- Há gente nova de 'fora da caixa' em lugares fulcrais com ideias próprias e curriculum. Tem profissões e vêm claramente a um dos desafios das suas vidas. Nesta situação temos como melhores exemplos os futuros ministros das Finanças, Economia e o Secretário de Estado Adjunto do Primeiro-Ministro.

 

Aqueles que à partida quase  se aposta que vão fazer melhor- Paula Teixeira da Cruz na Justiça e Aguiar Branco na Defesa. Vão dar 10 a 0 aos seus antecessores.

 

As notas dissonantes- À partida Assunção Cristas e Mota Soares são os elos mais fracos do ponto de vista da ligação às pastas que vão tutelar. Aliás das escolhas do PP veio um completo deserto de ideias e apego ao pior que têm os aparelhos partidários, não presentearam os portugueses com nada de fresco. Nem sequer percebo porque Portas quis ficar com Agricultura e Ambiente. Espero que não existam mais casos 'Portucale'.

 

Com direito ao estado de graça normal- Todos os outros futuros ministros, a quem para já não se pede grande coisa (Portas, Miguel Macedo e Relvas).

 

O ponto crítico- A escolha de Secretários de Estado. Em algumas áreas será mais que crítico tendo em conta as 'vedetas' políticas ou universitárias a quem foram entregues super-ministérios.

 

Menção honrosa- Para Pedro Passos Coelho, é realmente um tipo diferente que gosta de fazer diferente, e nós neste momento precisamos disso...e já agora que resulte. Cumpriu na questão do governo pequeno. O acordo com o PP fê-lo ficar pelo 11 ministros, prometeu 10. Bastante aceitável.

 

A vergonha para os políticos profissionais- Fernando Nobre não foi eleito Presidente da Assembleia da República. Na minha opinião foi um erro monumental e imperdoável (principalmente para o PP). A curto prazo uma clara derrota do PPD/PSD, a longo prazo cá estaremos para ver se sem fazer nada senão convidar um independente não vai dar numa maioria absoluta nas próximas eleições legislativas (com uma governação acertada claro!)

       

sinto-me: bem
música: Hail Mary
publicado por Planeta Roxo às 22:42

link do post | comentar | favorito
Domingo, 12 de Junho de 2011

Notas Direitas

1ªNota: Passagem brilhante de um verdadeiro poeta, escritor e cantor de intervenção; "...I ain't a killer but don't push me revenge is like the sweetest joy next to gettin pussy..." -2 Pac Shakur-. Fazia 40 anos esta semana (16 de Junho). Contudo a vida de thug, mesmo quando se é brilhante, tem sempre riscos associados, ele provavelmente melhor que ninguém sabia que só com muita sorte chegava a tão avançada idade...não a teve e não chegou! Mas deixou uma marca profunda na história da música mundial.

 

2ªNota: António Barreto não poderia tê-lo feito de outra maneira. Dou-lhe os parabéns por isso. Nas últimas comemorações oficiais do dia de Portugal, curto e grosso disse; a) Há responsabilidades a apurar no caótico estado do país; b) Urge mudar aquela aberração a que os 'Comunas' e 'apoiantes do partido do punho' se agarram para continuar a agiotar -enquanto quem verdadeiramente trabalha é escravizado-, e, por fim; c) Listou o essencial de carácter para o desempenho de cargos políticos, ser directo, verdadeiro, e ter respeito pelos eleitores. Estes devem ser bem mais que pagadores de impostos e um voto em actos eleitorais.

 

 

sinto-me: Bem
música: Hail Mary
publicado por Planeta Roxo às 23:02

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 7 de Junho de 2011

Notas Direitas- O Estranho Portugal e Sua Esquerdalha

1ªNota: Como previa há um protagonista pós eleições que já endureceu o combate. Ele é Jerónimo de Sousa. E começou pela falsidade. Em apenas 2 dias repete o argumento das eleições ganhas à custa de ilusão, atira-nos com a sua interpretação bélica do Memo com a Troika 'uma verdadeira declaração de guerra', e, mais para ignorante ouvir, hoje ao fim da tarde tentou passar a mensagem que Cavaco Silva já estaria em violação da Constituição no processo (e não procedimento) de preparação do novo governo. Para já aceito tudo de Jerónimo com sorrisos e um conselho. Volte a olhar para os resultados da sua votação, e da esquerda em geral. Perceba a vontade da maioria! Temo que se isso não perceber brevemente teremos conflito, e, à auto-intitulada "luta dos trabalhadores" verdadeiros trabalhadores terão que responder com convicção. Para já, no campo da argumentação importa dizer;

 

a) Se houve eleições em que não se venderam ilusões à direita foram estas;

b) Achar um empréstimo com juros a metade do preço normal de mercado uma declaração de guerra, é no mínimo parvo. O PCP deve ter a humildade de aceitar que nem sequer 1 em cada 10 portugueses acredita na sua forma de estar e pensar a Sociedade. Tal como deve perceber que a culpa de gastarmos demais não é de quem nos empresta;

c) Sobre a condução presidencial que leva à formação do novo governo, percebo que para Jerónimo até as conversas informais (ou não procedimentais) do Presidente devessem ser gravadas para ser ouvidas pelos partidos com assento parlamentar. Mas temos pena, isto não é a Coreia do Norte e planear a mudança de governo ainda não é crime.

 

2ªNota: A destrambelhada da Ana Gomes e as suas declarações que relacionam Portas-Submarinos-Strauss Khan-Violações.

 

http://aeiou.visao.pt/ana-gomes-questiona-idoneidade-de=f606811

 

A esta senhora importava responder com veemência. Infelizmente estamos em Portugal e dois ou três palavrões são considerados baixo nível...é pena! Estivéssemos nós nos E.U.A. e já estava cheia de "mimos" bonitos. Mas vou ao que importa com racionalidade e objectividade, tentando assim interpretar a mensagem;

 

a) Se a digníssima porca está na posse de alguma matéria de facto que possa incriminar Portas por favor "chegue-se "à frente, estamos (eu e ela) na primeira linha de interessados em varrer corruptos de quaisquer cargos políticos;

b) Partindo de princípio que tem algo incriminatório não me parece adequado comparar um caso de "luvas" na compra de submarinos com qualquer tipo de violador ou tarado sexual. Até nos crimes há diferenças, também por isso, em países a sério, uns poderão dar 70 anos de cadeia e outros "apenas" 7. É no mínimo mau gosto e provocatório.

c) Percebo que Portas seja um alvo fácil. É um gay diferente, não é bicha daquelas que o PS gosta. Mas fica muito mal a uma socialista do casamento rabeta atacar Portas com "novelas" de predadores sexuais. Quererão dizer que Portas além de "encher o seu  reto de dinheiro à conta de submarinos" também anda a forçar jovens ou menos jovens à "prática do croquete"? Se é isso que querem dizer digam-no e deixem-se de tretas e de frases estilo 'estou preparada para as consequências destas declarações'

 

 

sinto-me: bem
música: Tell me lies
publicado por Planeta Roxo às 22:24

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 5 de Junho de 2011

Election Day- Half Hour Report

 

 

 

 

Os vencedores esperados- A direita e o centro-direita. Um Presidente, uma maioria (absoluta), um governo.

 

Os vencedores com conforto-PPD/PSD, Passos Coelho, a CDU e Cavaco Silva, em patamares diferentes e por razões diferentes!

 

Os vencedores relativos- Portas e o PP. Não conseguem reforçar consideravelmente a sua influência, ou pelo menos não terão a que quereriam para negociar constituição e funcionamento do próximo governo.

 

Os perdedores- O BE, PS e os abstencionistas (porque não ir lá e votar em branco?).

 

Os "condenados"- Sócrates, seu governo e tentáculos obscuros.

 

Os omnipresentes mais importantes que nos julgarão- FMI e UE.

 

Os documentos do futuro- O "Memo" da Troika e o Programa Eleitoral do PPD/PSD.

 

Os derrotados relativos- Os media e seus centros de sondagem. Os portugueses têm que começar a entender que os nossos jornalistas não gostam da verdade e querem alterar factos...também têm muitas culpas no desenvolvimento do país de 2005 a 2011. Desde a cobertura a um golpe de estado institucional até à bancarrota, rectificaram tudo.

 

A primeiro compromisso a observar- A constituição de um Governo com 10 ministros, um número de secretarias de estado reduzido em 30% e menos 20% de assessores.

 

Vamos esperar pelo futuro...o futuro é já amanhã!

 

sinto-me: bem
música: Estou Além
publicado por Planeta Roxo às 22:25

link do post | comentar | favorito

Election Day- Half Hour Report

 

 

 

 

 

 

 

O Poder no day after

 

Até o PS refazer a sua perigosa teia de poder e lavar/desinfectar a sua imagem há que ter em conta os seguintes protagonistas políticos; Passos Coelho e Portas, logo PPD/PSD e CDS/PP; Jerónimo de Sousa e Carvalho da Silva, logo PCP e CGTP, e, a fazer as despesas dos envergonhados a UGT e algumas corporações mais poderosas do partido da função pública (médicos, professores e alguns sectores da magistratura).

 

O estranho caso da coligação PCP-PEV

 

É difícil perceber, em 2011, as entranhas de um país que dá 8-9% dos votos a um conjunto de gente que vê o país usando lentes norte-coreanas, ou na melhor das hipóteses chinesas!

 

sinto-me: bem
música: Civil War
publicado por Planeta Roxo às 21:35

link do post | comentar | favorito

Election Day- Half Hour Report

 

 

 

 

 

 

 

A história dos últimos 6 anos deverá, a bem da verdade, ser revista

 

Os políticos que saem agora do poder tiveram condições únicas. Com essas condições duplicaram a dívida e a taxa de desemprego. Simultaneamente, perante uma nuvem de fumo chamada "defesa do estado social" degradaram consideravelmente os pilares básicos do um estado de direito democrático, a saber, Justiça, Segurança, Defesa, Saúde e Educação. 

 

A demissão de José Sócrates

 

Está ou estará para acontecer. Vá pela sombra, já vai tarde ou nunca deveria ter vindo, há quem diga que vai de bolsos indevidamente cheios. Fortes escudos protectores o abrigaram da justiça. Um conselho? Que tal as Canárias? Lanzarote! Leva também o teu grupo de amigos e lá junta-te a Zapatero.

 

sinto-me: bem
música: Welcome to the Jungle
publicado por Planeta Roxo às 20:56

link do post | comentar | favorito

Election Day- Half Hour Report

As projecções das 20 horas

 

Algo correu mal nas sondagens do passado recente. Como se passa de um quase empate técnico sem sequer chegar aos 5% de diferença, para agora estarmos no cenário do limiar de maioria absoluta?

 

A confirmar-se é uma larga vitória do PPD/PSD. A responsabilidade maior começa hoje. Até ontem a tarefa foi lutar contra mentirosos, corruptos e incompetentes. Amanhã a conversa é outra.

 

O Bloco de Esquerda (BE)

 

Ter como slogan renegociar quando se fica de fora das negociações com quem nos empresta dinheiro, deu nisto! Até o PCP, de acordo com a sua doutrina, apresentou soluções, embora também contraditórias, mais patrióticas e fazíveis -como eram vender os nossos títulos de dívida americana e/ou negociar empréstimos com Brasil e os próprios E.U.A., Curioso não é?-

 

sinto-me: bem
música: Introduce Yourself
publicado por Planeta Roxo às 19:57

link do post | comentar | favorito
psroxo@sapo.pt
Site Meter

pesquisar

 

posts recentes

Reflexões de observador a...

Notas Direitas- Projecçõe...

Agora só quando vale...e...

O Nº226034 está-lhe grato...

É muito melhor que as 'pa...

Só para avisar que se me ...

Onde está a equidade cons...

Precisamos de oportunidad...

O meu olhar sobre polícia...

Flash Liberal- Passos Coe...

Maio 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31

tags

todas as tags

arquivos

Maio 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

mais sobre mim

blogs SAPO