Quinta-feira, 10 de Dezembro de 2009

Notas Direitas- O Estado do Sistema Nacional de Saúde em Tempo Real

Um cidadão normal da zona da Amadora, a certa altura, após 3 dias em que o seu aparelho urinário o desconfortou com quase uma "mijadela" por hora, decidiu recorrer aos serviços públicos de saúde.

 

Primeira pensamento; Ir ao centro de saúde da zona de residência marcar consulta com a médica de família. E lá foi o cidadão pouco feliz e descontente executar o pensado! 

Nos serviços administrativos do centro comunicaram e marcaram-lhe a pretendida consulta para a data disponível... 30 dias depois. A senhora do balcão mais informou, se desejasse uma urgência mais cedo teria que vir no dia seguinte, i.e., pelas 7 horas, de forma a tentar "apanhar", sem garantia, o número limitado de vagas para consultas de urgência nessa manhã -dependeria de quem chegasse primeiro e tivesse a mesma médica de família-. 

 

O cidadão aceitou consulta para o trigésimo dia sequente rejeitando a solução para a urgência no dia seguinte, por isso, ignorou-a. Achou o critério dos primeiros na "bicha" inaceitável para um sistema que se diz universal. 

 

Segundo pensamento: Ora como o incómodo não poderia esperar 30 dias, o cidadão decidiu então ir às urgências do hospital de residência. Lá foi ele! Entre chegar, ser atendido e ir embora com a taxa moderadora paga, passaram 5 horas!

 

Quanto à substância técnica do serviço, o médico da triagem pelo método de pergunta e resposta, diagnosticou-lhe uma possível infecção sem grande gravidade (ficou com pulseira verde). Na consulta propriamente dita, depois de análises à urina, os médicos concluiram que não havia infecção urinária nem coisa nenhuma, e, se o cidadão continuasse com os mesmos sintomas "ordenaram-no" a lá regressar 72 horas depois. Peculiar foi ter sido atendido por dois médicos diferentes na mesma consulta (após triagem), um inicou e outro acabou-a (o primeiro ainda disse que poderia ser inicio de diabetes).

 

No final, afinal não tinha nada, mas ficou a saber que potencialmente poderia vir a ter daí a 3 dias se os sintomas prevalecessem. Estranho! Porquê não fazer mais testes complementares desde logo? Valeu a simpatia dos médicos e a convicção do segundo na interpretação dos resultados da análise urinária. Digamos que o cidadão não ficou 100% descansado e esclarecido.

 

Conclusões primeiras: Perante esta estória real, parece claro que faltam mais hospitais na zona da Amadora/Sintra havendo poucos médicos a trabalhar nos existentes, pelo menos nas urgências. É óbvio que os centros de saúde pouca resposta dão para que tem necessidades imediatas. Assim, torna-se imperioso que os  hospitais, nas urgências, possam dispender mais tempo e meios com os utentes, mesmo que eles aparentemente não estejam em estado considerado grave. Até porque, se não for assim, perde-se o princípio da prevenção e diagnóstico precoce de doenças letais a médio prazo. Penso também que nas urgências dos hospitais, o problema não está tanto na qualidade dos médicos mas mais no número de doentes que são obrigados a "despachar".   

 

Conclusões finais: O Serviço Nacional de Saúde continua a funcionar mal, os anos passam os problemas são os mesmos. O cidadão em questão, num futuro próximo, vai fazer um seguro de saúde para poder aceder a saúde com mais celeridade e meios. O que interessa para o actual e anterior governo, infelizmente, é comboios rápidos vazios e estradas grandes para ninguém usar, no que interessa verdadeiramente para a sociedade...nada de novo para celebrar!  

sinto-me: bem, mais ou menos!
música: Quando a cabeça não tem juízo
publicado por Planeta Roxo às 20:55

link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



psroxo@sapo.pt

pesquisar

 

posts recentes

Reflexões de observador a...

Notas Direitas- Projecçõe...

Agora só quando vale...e...

O Nº226034 está-lhe grato...

É muito melhor que as 'pa...

Só para avisar que se me ...

Onde está a equidade cons...

Precisamos de oportunidad...

O meu olhar sobre polícia...

Flash Liberal- Passos Coe...

Maio 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31

tags

todas as tags

arquivos

Maio 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

mais sobre mim

blogs SAPO