Sábado, 15 de Outubro de 2011

Notas Direitas- O Orçamento de Estado para 2012

Impõe-se uma curta análise ao proposto (ainda não formalizado) e outra às prontas reacções. Vamos por partes no que respeita ao mais mediático;

 

Quanto ao proposto;

 
 

Extramamente Negativo- Todo e qualquer aumento de impostos especialmente quando recaem sobre rendimento e consumo de bens essenciais. Os mais perigosos são sem dúvida a proposta de IVA máximo na restauração, electricidade e gás. Incorporam um efeito bomba que ameaça o emprego no sector privado, dentro deste, em especial numa camada fragilizada e mal remunerada dos trabalhadores/pequenos empresários da restauração. Nota de detalhe, rejeito liminarmente, à semelhança do passado, que leite enriquecido com cálcio ou achocolatado tenha IVA maior que o vinho. Os Impostos em Portugal precisam de descer não de subir... com o estado do país esta frase de Pedro Passos Coelho é uma miragem talvez para 2020.

 

Extremamente Negativo- A dimensão do corte cego nos rendimentos na função pública. Aos funcionários públicos e parapúblicos não se pode dizer que é injusto, é inegável que muito beneficiaram com o regabofe/crimes orçamentais que vêm desde 1995, nem nunca se preocuparam com sistemas de avaliação que separam bons e maus, mas não é isso que está em questão agora. O problema são algumas áreas essenciais onde o serviço prestado aos cidadãos já é tão mau, temendo eu assim uma catástrofe ainda pior ao nível da justiça, segurança e saúde.

 

Extremamente Negativo- O aumento do tempo de trabalho no sector privado sem que nada seja exigido ao patronato não abrangido pelo 5% adicionais do IRC.

 

Positivo- Deixaram a TSU reduzida na gaveta e do fundo empresarial para despedimentos nem uma palavra, espero mesmo que tenha morrido.   

 

Positivo- Acompanhando as notícias do orçamento veio o plano estratégico dos transportes. A suspensão/reconversão do TGV e a confirmação da restruturação à séria das empresas de transportes públicos. Peso embora o mérito tenha que ser repartido com a  Troika, o anunciado parece não ser mau, mas é melhor esperar, ver, e confirmar se o governo consegue executar.

 

Quanto às primeiras reacções;

 

1- Há uma legítima preplexidade generalizada sobre a profundidade do problema orçamental do país. Ao governo cabe vir explicar ao povo na RTP, na Antena 1, nos jornais, como quiserem e as vezes julgadas necessárias, cêntimo a cêntimo, a natureza das divídas condutoras à calamitosa realidade de Outubro de 2011. E já agora, de uma vez por todas, para pessoas livres fazerem correcto juízo sobre a acção dos banqueiros nestes tempos difíceis, dizerem quanto da dívida externa nacional é da responsabilidade directa ou indirecta do estado (central, autarquias, regiões autónomas e empresas públicas).

2- Bagão Felix queria cortes nos ordenados também no privado por via fiscal. Ora Sr. Bagão é inaceitável! Porquê? Fácil!; a) Os ordenados no privado em média são consideravelmente mais baixos (como você aliás já mencionou várias vezes no passado); b) A garantia de emprego não é igual nos dois tipos de trabalhadores; c) As condições de trabalho e produtividade idem. Depois há razões elementares de gestão, reduzem-se os ordenados porque o patrão estado não pode pagar, se tal acontecer com patrões privados, descanse, há correcção muito mais fácil e rápida de fazer quando comparada com as reformas estruturais das organizações públicas. Era o que mais faltava o estado impor penalizações a empresas bem geridas, produtivas e competitivas, podem ser poucas mas deixem-nas em paz. Talvez aceitável fosse coisa similar em termos de receita nas empresas dos Oligopólio/Monopólios, mas nunca por via do rendimento dos trabalhadores. 

 

sinto-me: bem
música: Back in Black
publicado por Planeta Roxo às 20:56

link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



psroxo@sapo.pt

pesquisar

 

posts recentes

Reflexões de observador a...

Notas Direitas- Projecçõe...

Agora só quando vale...e...

O Nº226034 está-lhe grato...

É muito melhor que as 'pa...

Só para avisar que se me ...

Onde está a equidade cons...

Precisamos de oportunidad...

O meu olhar sobre polícia...

Flash Liberal- Passos Coe...

Maio 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31

tags

todas as tags

arquivos

Maio 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

mais sobre mim

blogs SAPO