Quarta-feira, 12 de Maio de 2010

Flash Liberal

Hoje, os apoiantes do Governo, ainda que de forma moderada, celebram a estimativa rápida do INE sobre o crescimento do PIB em Portugal no primeiro trimestre de 2010. Em comparação homóloga crescemos 1,7%! Significa que a continuar assim a economia nacional irá gerar mais 2750 milhões de euros no final do ano -comparando com o anterior-.

 

Porém, é de notar que o governo conta aumentar o endividamento público em 7,8% (segundo o PEC), i.e., vai pedir ao mercado mais 11700 milhões de euros para juntar à dívida já existente que passará de 77,2% do PIB em 2009, para 85,4% em 2010.  

 

Logo, não é preciso ser grande barra em macroeconomia para perceber que o "boost" economico está ser feito muito por conta de pedir enormes empréstimos de dinheiro para consumir ou investir das mais variadas formas, directas ou indirectas, sem retorno suficiente.

 

Resultado? Severas medidas de austuridade um, restruturação séria do estado zero!

 

A fórmula acima descrita é muito nacional -afinal somos um país de funcionários públicos-, mas o Partido Socialista levou-a de tal forma ao limite do exagero que durante estes dias Portugal esteve à beira da bancarrota. Assim, basta esta análise simplista para serem óbvios os motivos de profunda preocupação e perceber a ausência de razões para celebrar!

 

Nota: Neste post é assumido que 1% do PIB Português é cerca de 1500 milhões de euros. Mas, mesmo que não seja, o escrito não perde a propriedade e utilidade.

 

sinto-me: bem
música: We care a lot
publicado por Planeta Roxo às 21:05

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 2 de Abril de 2010

PEC 2010-2013, Interrogações em mim!?

10- O documento aponta fartamente para a reforma na administração pública que contribuirá para a redução de despesas de funcionamento, mormente pela racionalização dos processos de compras públicas, serviços partilhados e melhoria de gestão na Educação, Saúde e Justiça. Contudo, sobre reforma político-administrativa nada! Isto é, para representantes políticos eleitos, tudo como dantes!

 

Sem fazer regionalização -sou totalmente contra-, tinha ficado feliz se visse no documento uma nota para a redução do número de deputados na Assembleia da República. É que diminuindo de 230 para 180, a valores de 2009, só contando com ordenados e ajudas de custo diárias, poupavam-se 1,5 Milhões de Euros por ano. Isto com contas muito por baixo! Nem considerei as imorais viagens de Inês de Medeiros (PS) e Santos Neves (PSD), ou tão pouco outros abonos ou despesas de manutenção de cada lugar de deputado (luz, água, internet, etc.)

 

No mínimo, como sinal de austeridade, Teixeira dos Santos Silva deveria ter diminuido o valor de algumas retribuições extra ordenado de representantes políticos. Um ministro ter direito a 1900 €/mês de despesas de representação? Ter acesso a subsídios imorais de residência? Não pode ser! 

 

Noutra vertente, no âmbito de uma emergência nacional, qual a razão para não se  criar uma taxa a incidir sobre subvensões ganhas por cidadãos antigos deputados? Não houve o mais pequeno sinal de auto-regulação dos políticos. No fundo os principais culpados do estado do país!

sinto-me: bem
música: In the Club
publicado por Planeta Roxo às 00:02

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 25 de Março de 2010

PEC 2010-2013, Interrogações em mim!?

(notas sobre o PEC, continuação)

 

7- Tal como foi apresentado, em 2013, o PEC vai deixar o Estado Português a dever mais ao exterior do que devemos hoje. Logo, do ponto de vista macro o nome do documento tem baptismo infeliz. Deveria ser PED- Plano Errático de Dívida.

 

8- Parte considerável da prometida poupança diz-se que será realizada por intermédio de controlo, rigor e gestão eficaz. A pergunta impõe-se! Os que vão controlar a correcta execução orçamental de 2010-2013 e gerir o "nosso dinheiro", serão os mesmos que afirmaram, no verão de 2009, que o défice do estado estava controlado e dentro dos parâmetros de segurança? E se a resposta é sim, quem acredita que agora é a valer? Ninguém obviamente!

 

9- Outra parcela do projecto "gastar menos" assenta na vontade, capacidade, rapidez, visão e inteligência dos actuais altos funcionários públicos na execução de novas ideias ou medidas. Com a actual conjuntura, tenho sérias dúvidas que estas características neles existam. Veremos se as mudanças "giras no papel" ao nível da Saúde, Educação e Justiça, se realizam.

               

sinto-me: bem
música: Guns N' Roses
publicado por Planeta Roxo às 20:17

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 24 de Março de 2010

PEC 2010-2013, Interrogações em mim!?

(notas sobre o PEC, continuação)

 

5- Em alguns pontos isolados -de tão óbvios que são- concordo com as críticas vindas da esquerda Portuguesa, um deles é o facto de as empresas financeiras (Banca) passarem pelo documento "ilesas", ao passo que a particulares é aumentada a carga fiscal. Faria todo o sentido "mexidas" fiscais para estas pessoas colectivas, visto terem sido elas as mais beneficiadas pelos estímulos do início de 2009. 

 

6- Há uma pergunta que fica no ar ao ler a página 23 do PEC! Como se tem a coragem de escrever que a situação financeira do Serviço Nacional de Saúde (SNS), desde 2006, tem estado perto do equilíbrio? Então não se lembraram que a 09 Dezembro de 2009, perante os deputados da Assembleia da República, a Ministra da Saúde afirmou que o défice do SNS, a 30 de Setembro de 2009, já era 71 milhões de euros, o qual correspondia a pouco mais de um por cento do orçamento para esse ano! Oh meus senhores mais tento!! Tanto berreiro com os 50 milhões da Madeira e depois acham que saldo negativo de 71 é estar perto do equilíbrio!? 

 

sinto-me: bem
música: Crazy train
publicado por Planeta Roxo às 22:41

link do post | comentar | favorito
Domingo, 21 de Março de 2010

PEC 2010-2013, Interrogações em mim!?

(notas sobre o PEC, continuação)

 

3- Sobre as duas "poupadas" propostas de alteração ao regime do subsídio de desemprego diria o seguinte;

 

a) Entenderia e aceitava a diminuição do nível de salários oferecidos que obrigam à aceitação do posto de trabalho, desde que tivessemos um bom salário mínimo nacional (SMN). Tal como estamos, no máximo, só imporia esta alteração para beneficiários a receber uma quantia razoavelmente longe do actual.

 

b) Quanto à segunda medida, entendo-a como um sinal de abandono dos pobres. É que propor a revisão em baixa, da relação entre subsídio de desemprego e remuneração líquida anteriormente auferida, de modo seco, curto, sem detalhe e não apontando mecanismos de diferenciação positiva,  é grotesco! Até me admira como está a gerar tão pouco alarido à Esquerda (que se está a fixar mais na medida anterior).

 

4- Como patriota custa-me ver o anúncio de privatizações na TAP e CTT, quando sobre a RTP/RDP nada! Nem uma palavra sobre poupança ambiciosa numa área perfeitamente passível de dispensar tamanha presença estatal.

     

sinto-me: bem
música: The Killers
publicado por Planeta Roxo às 00:36

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 19 de Março de 2010

PEC 2010-2013, Interrogações em mim!?

Na minha ânsia de saber como vai correr o nosso futuro, estou a ler o PEC 2010-2013 (PEC) apresentado pelo governo português no dia 16 de Março de 2010. Sobre o documento irei, as vezes que entender, opinar e dizer de minha justiça. Então vamos começar;

 

1- Para 2010, no PEC, prevê-se como preço médio anual do barril de crude, o valor de 46€ (página 9). No Orçamento de Estado do ano corrente (página 112), apresentado em Janeiro passado, o governo aponta como preço médio um valor de 54,7€.      

 

Da pesquisa ordinária de "sites" pertinentes, facilmente se consegue perceber que o preço da referida matéria-prima, nos últimos 3 meses, teve em preço médio de 54€. No dia de hoje estamos nos 59€.

 

Resumindo; Em que enquadramento internacional ficamos? Qual foi utilizado nas contas "reais"? 46€ ou 54€? Foram utilizados dois enquadramentos diferentes consoante o documento, ou estou eu a ver mal? Não vêem os jornalistas e especialistas estas coisas? Não fazem perguntas técnicas?

 

2- Na página 19 do PEC, em relação às alterações no subsídio de desemprego,  está escrita a seguinte frase, "Alteração do regime de subsídio de desemprego visando promover um mais rápido regresso à vida activa.". Na página 20, em relação ao mesmo tema, está redigido; "Pretende-se, com estas medidas, criar um incentivo a que o beneficiário do subsídio de desemprego encontre mais rapidamente emprego."

 

Na universidade aprendi que a "palha" é inútil, i.e., escrever a mesma coisa duas vezes com palavras diferentes, num mesmo capítulo, é disperdício. Ora, seria um grande estímulo à poupança de tinta, papel, electricidade e equipamentos se o governo tivesse andado na mesma universidade que eu. Assim, evitava repetir-se em páginas seguidas, e, às tantas, o documento apresentado não tinha 130 páginas, ou, em alternativa, sobrava-lhe espaço para explicar as medidas que ficaram por detalhar/precisar. 

 

sinto-me: bem
música: Heróis do Mar
publicado por Planeta Roxo às 22:55

link do post | comentar | favorito
psroxo@sapo.pt

pesquisar

 

posts recentes

Notas Direitas: As novas ...

Notas Direitas- O Acórdão...

Notas Direitas- O Orçamen...

Notas Direitas- A comunic...

Flash Liberal-O Accountab...

Flash Liberal-O Accountab...

Flash Liberal- O Accounta...

Flash Liberal- Os Caprino...

Notas Direitas

Notas Direitas- O Orçamen...

Maio 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31

tags

todas as tags

arquivos

Maio 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

mais sobre mim

blogs SAPO